Acessibilidade para cadeirantes na Pedra do Leme (Rio de Janeiro)

 

Renata Glasner, nossa correspondente no Rio de Janeiro, traz mais uma dica de passeio com acessibilidade na Cidade Maravilhosa: a Pedra do Leme. Bora lá?

 

Pedra do Leme fotografada por Diego Baravelli. As demais fotos pertencem ao acervo de Renata Glasner.

 

 

Por Renata Glasner*

 

No final da praia do Leme, grudada com a famosa praia de Copacabana, tem um lugar conhecido como Pedra do Leme ou Mirante do Leme, e foi para lá que fui um domingo desses.

Desta vez a minha intenção era ver como estava a acessibilidade do lugar. Sabia que estava com rampa e, na verdade, tinha ido lá no período de obras. Assim, a minha curiosidade acabou rebocando a família para o Leme.

 

Praia do Leme à noite, com a orla iluminada

Quiosque na Praia do Leme

Renata é a primeira à esquerda. Esta é a vista que se tem a partir da pedra.

Nesta foto, tirada do Forte Duque de Caxias, vê-se, em primeiro plano, cocos com canudinhos para tomar a água. Em segundo plano, o mar e o Morro da Urca.

 

Para quem está passeando na orla vale muito a pena chegar até a pedra: tem uns quiosques para comer e beber alguma coisa, ou, se preferir, você pode ficar na mureta, tomar uma água de coco e apreciar a vista. Para quem gosta de pescar também tem um espacinho.

Detalhe importante é o banheiro adaptado, coisa difícil de encontrar na orla. Não posso garantir que a adaptação é nota 10, pois faço a transferência em pé, mas a cadeira entra e gira, a porta fecha e tem uma barra que achei um pouco tímida, mas que no meu caso funcionou.

Como amo um mirante, resolvi entrar no Forte Duque de Caxias, no topo do Morro do Leme, mas fui pelo amor que tenho a uma vista, porque lá no alto eu ficava paradinha onde me colocavam.

Para subir questionei na bilheteria se não teria como ir de carro, e eles conseguiram um transporte para mim. Valeu a burlada na inacessibilidade: a vista é linda.

Conselho para quem não gosta de tumulto: NUNCA VÁ NO VERÃO.

 

Nota: Se você estiver de carro, vai encontrar vagas de estacionamento para veículos credenciados. Lembre-se: para usá-las, é necessário ter a credencial.

 

*Renata Glasner | Faz 8 anos que Renata recebeu o diagnóstico de esclerose múltipla. Na época, ela já era casada, e a filha tinha apenas 4 meses. Enquanto uma aprendia a andar e a pular, a outra desaprendia… Mas, como nossa amiga não é chegada a dramas, foi ser feliz! Ela faz fisioterapia, surf adaptado e yoga. A doença está controlada e não a impede de sair, viajar e alcançar pequenas vitórias no cotidiano.

Renata prefere divulgar quem faz direito do que ficar com raiva de quem não faz. Percebe que essa postura ajuda a mudar os locais que frequenta! E é por isso que se colocou à disposição para compartilhar dicas da Cidade Maravilhosa conosco. Agora, ela é a “correspondente” do blog no Rio. Obrigada, Renata!

 

Para saber mais:

 

Pedra do Leme, visita e caminhada ecológica

Muretas da Urca e do Leme convidam a uma parada na hora do pôr do sol

Pedra do Leme | Google Maps

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *