Cadeira Voadora na Espanha

 

Uma nova série de posts começa agora! Acompanhe minhas aventuras nesta nova viagem por Portugal e pela Espanha. Você vai se divertir, eu garanto…

 

Estou no Parque Güell, obra do famoso arquiteto Gaudí. (Todas as fotos pertencem ao meu acervo)

 

Olá, pessoal!

Acabo de voltar de uma viagem de 15 dias pela Europa. Quem me acompanhou desta vez foi a Helena, amiga de muitos anos, que é uma excelente companheira de viagem: incansável, bem-humorada, inteligente, criativa e não tem medo do novo. =)

Fomos a Porto, em Portugal, e depois à Espanha para visitar Barcelona, Madri e Toledo. Foram quatro experiências bem diferentes, como vocês terão oportunidade de constatar nas próximas postagens.

Eu já havia estado em Portugal antes, mais precisamente em Lisboa, Cascais, Sintra e algumas cidades do Alentejo. Na Espanha, já conhecia Badajoz. Todas essas viagens estão narradas aqui no blog; basta digitar “Portugal” na caixa de pesquisa para ter acesso. Contudo, nenhuma dessas cidades havia me oferecido as experiências de acessibilidade que tive agora.

 

Helena e eu estamos na bela Estação Ferroviária São Bento, no Porto.

 

Acessibilidade na Espanha: mito ou realidade?

 

Desta vez, conheci cidades que têm uma forte preocupação com acessibilidade. Vi avanços imensos no que se refere à mobilidade urbana!

Pegamos metrô, ônibus, táxi e Uber, mas também andamos muito a pé. E, finalmente, nos deslocamos de trem algumas vezes. Isso tudo nos permitiu ter uma visão bem abrangente a respeito da mobilidade.

Mas isso não significa que não haja problemas. Há sim, tanto no que diz respeito a transporte e arquitetura, quanto no que diz respeito às atitudes para com os cadeirantes (não tenho como avaliar com relação a outros tipos de deficiência).

 

Organização das postagens

 

Não será simples organizar a quantidade de informações que trouxemos. Pensei em fazer um post mais geral, sobre a acessibilidade na mobilidade urbana dos locais que visitamos. Após isso, um post sobre hotéis, e outros sobre onde comer e o que visitar. O que vocês acham dessa proposta? Têm alguma outra sugestão?

Da viagem a Porto, podemos destacar a visita à famosa e ousada Escola da Ponte, que fica em uma cidade próxima, e a entrevista com Lia Ferreira e João Pestana, ambos arquitetos, sobre a acessibilidade no Porto, que vem recebendo muita atenção do poder público local. Também vale destacar a amabilidade e simpatia do portuense!

 

Na foto, estou assentada em uma mureta na estação de teleférico em Vila Nova de Gaia. De lá, tem-se uma bela vista de Porto e do Rio Douro.

 

Em Barcelona, também fomos seduzidas pela simpatia do povo, ficamos impressionadas com a acessibilidade nas ruas e nos encantamos com a obra de Antoni Gaudí, principalmente a Casa Milá.

Em Madri, batemos palmas para a arquitetura imponente, os museus, o serviço Atendo da Renfe e o belo Parque Retiro.

E, em Toledo, ficamos encantadas com os monumentos, a beleza das vistas e a acessibilidade alcançada em uma cidade histórica que fica em uma colina.

 

Hotéis, culinária, vinhos

 

Não houve um lugar em que tivéssemos comido mal. Nossa experiência gastronômica, em todas essas cidades, foi muito bem-sucedida. Além disso, vinhos locais custam barato e têm qualidade, então não temos do que reclamar.

Nossa experiência com os hotéis foi variável: um deles foi praticamente impecável; em outro, vimos que a acessibilidade era apenas maquiagem…

Ufa! Serão muitas informações a serem repassadas aqui no blog. Minha expectativa é que vocês se sintam tão seduzidos pela experiência quanto nós.

Esta viagem foi ótima – e vou compartilhar com vocês cada detalhe, em narrativas, fotos e vídeos.

Até a próxima e um grande beijo!

Laura

 

Acessibilidade nos hotéis: vimos exemplos do que tem de pior…

 

 

 

Para saber mais:

 

Antoni Gaudí

O processo criativo de Antoni Gaudí

 

Mapa tátil na Casa Milá, em Barcelona.

Compartilhe

2 Comments

  1. Laura, você também é uma excelente companheira de viagem, teve toda paciência com a minha falta de experiência. Me diverti muito, alem de aprender bastante sobre acessibilidade, Feliz demais por ter visitado a Escola da Ponte, conhecer Barcelona, me emocionei com as obras de Gaudí, me encantei com a Espanha, agora sei que posso voar!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *