Dicas do Rio de Janeiro | Circo Voador e Imperator

 

Renata Glasner é a correspondente do Cadeira Voadora no Rio de Janeiro. Hoje ela compartilha duas dicas de casas de show! Simbora pra balada, galera!

 

Renata está acompanhada dos amigos no Circo Voador (todas as fotos pertencem ao acervo da autora do texto)

 

 

Por Renata Glasner*

 

Circo Voador

 

Show do Barão Vermelho, o primeiro com a nova configuração da banda, amigos, vontade de sair de casa e acreditar que só indo para a rua as pessoas vão notar que existem pessoas com deficiências mil, mas que antes de tudo são pessoas normais, com gostos musicais, gastronômicos, que ficam com raiva, têm vontade de estar com amigos, rir, gargalhar, falar de política, religião.

Pois é, motivos não me faltaram para sair de casa e enfrentar a Lapa em um sábado à noite para ver a nova formação do Barão Vermelho no Circo Voador, mas no meu coração morava a certeza do perrengue. Mas deixei essa certeza de canto, peguei meu carrinho, meus amigos e para lá fomos.

Estacionei o carro na Catedral, muito perto; confesso que não dirijo muito bem a cadeira nas ruas do Rio… Como estava com amigos, não me preocupei com isso, mas garanto que não é exemplo de acessibilidade.

Chegando lá, encontrei um lugar legal para ficar, vi o show de perto. Caso quisesse ir para a arquibancada teria acesso, mas, como queria garantir o meu lugar, não fui lá conferir a inclinação e o estado da rampa; de longe me pareceu legal.

A minha maior surpresa foi o banheiro! O fato de existir banheiro adaptado já foi uma surpresa boa; além disso a cadeira entrava, girava, tinha barra, consegui me ver no espelho, e a chave ficava com um funcionário, garantindo assim a exclusividade e a limpeza. (Detalhe importante é que esse funcionário estava sempre por perto.)

Resumindo: o Circo Voador entrou para a minha listinha de casas de show. Além de um preço justo, me senti bem recebida, pude ver um show que gosto ao lado de amigos.

 

Esta é a vista que a Renata teve do palco

 

 

Imperator (Centro Cultural João Nogueira)

 

Super recomendo; é um espaço cultural no Meier que adoro. Já fui ver Lenine, Geraldo Azevedo, Elba Ramalho. No meio da pista tem uma plataforma para cadeirante, de forma que fico da altura dos meus amigos e consigo ver o show sem ninguém na minha frente.

 

Nesta foto, Renata está curtindo o show no Imperator com os amigos!

 

 

Quem é Renata Glasner 

Faz 8 anos que Renata recebeu o diagnóstico de esclerose múltipla. Na época, ela já era casada, e a filha tinha apenas 4 meses. Enquanto uma aprendia a andar e a pular, a outra desaprendia… Mas, como nossa amiga não é chegada a dramas, foi ser feliz! Ela faz fisioterapia, surf adaptado e yoga. A doença está controlada e não a impede de sair, viajar e alcançar pequenas vitórias no cotidiano.

Ela prefere divulgar quem faz direito do que ficar com raiva de quem não faz. Percebe que essa postura ajuda a mudar os locais que frequenta! E é por isso que se colocou à disposição para compartilhar dicas da Cidade Maravilhosa conosco. Obrigada, Renata!

 

 

Para saber mais:

 

Circo Voador

Imperator

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *