Depilação: sem acessibilidade não é possível

 

 

Estou na porta da loja. Como você pode notar, a entrada é plana, e a porta é larga. A calçada neste trecho está bem-cuidada.

 

Uma das coisas mais difíceis pra gente fazer quando usa cadeira de rodas é… DEPILAÇÃO!!!!!

Isso mesmo! Em geral, os locais destinados a esse serviço são quartinhos espremidos nas sobrelojas dos salões de beleza.

Não parece que estamos à procura de autocuidado e bem-estar, mas de tortura.

MAS: na semana passada fui conhecer uma loja que trabalha com depilação em geral, usando métodos variados, e que se preocupa com a acessibilidade. O que eu achei do lugar? Te conto agora!

 

 

Perdendo dinheiro em época de crise

 

Me parece incrível que grande parte do mercado dedicado à estética ainda não esteja preparada para receber pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. Será que não se deram conta de que estão perdendo dinheiro com essa atitude?

Dizem que fica caro adaptar os locais. Na minha opinião, o que fica caro é não adaptar.

Isso porque estão deixando de atender uma parcela considerável de potenciais clientes, e não somente cadeirantes. Uma boa porcentagem da população poderá ficar de fora: idosos, gestantes, pessoas que fraturaram uma perna, e por aí vai. Afinal, não é todo mundo que consegue subir escadas malfeitas, sem corrimão, sem piso antiderrapante, entrar em cabines minúsculas e subir em macas.

E o que dizer de permanecer durante horas no local sem ter como utilizar o toalete?

É preciso lembrar que, quando um local é acessível, ele oferece maior conforto e bem-estar para todas as pessoas. Não somente para as que “precisam”.

 

Lohana está cuidando das minhas sobrancelhas

 

Serviços de depilação

 

Algumas cadeirantes que conheço acabaram contratando uma pessoa para atendê-las em casa. Eu mesma fiz isso, mas, apesar do conforto que essa prática oferece, não considero que seja a ideal.

♦ Não é todo mundo que consegue uma pessoa com disponibilidade para atender em casa.

♦ Há limitações para esse tipo de atendimento:

– É comum que o profissional faça o atendimento na cama da cliente, e por isso precisará se abaixar além da conta, o que pode influenciar na qualidade do trabalho.

– Os horários são restritos, afinal a cadeirante não terá acesso a todos os profissionais da loja, mas apenas à agenda da pessoa que irá atendê-la em domicílio.

– Algumas técnicas podem vir a ficar de fora do pacote de serviços, ou porque aquele profissional não domina todas, ou porque não tem como transportar os equipamentos necessários.

 

Por tudo isso, fiquei animada ao saber que uma franquia voltada para serviços de depilação mostra interesse em tornar os ambientes acessíveis.

Você vai me dizer que acessibilidade é lei e que os estabelecimentos abertos ao público têm de cumpri-la. Eu sei. Mas por acaso há fiscalização nesta terrinha? E por acaso a gente não tem o péssimo costume de burlar a lei?

Então, penso que, em vez de denunciar as que não cumprem a lei, pode ser que seja mais útil divulgar os estabelecimentos que buscam cumpri-la. Isso porque estão focados no bem-estar do seu cliente. E, por que não dizer, são empresas inteligentes, que demonstram estar cientes de que tal postura atrai não só o público com deficiência, mas também seus familiares, amigos e simpatizantes da causa.

 

Da esquerda para a direta, você pode ver a Amélia, a Renata, eu e a Lohana.

 

A loja da Renata: simpatia e gentileza

 

Semana passada recebi um convite para conhecer uma casa especializada em depilação que se preparou para receber meninas e meninos cadeirantes e outras pessoas com mobilidade reduzida. Lógico que aceitei na hora. Adoro estar bonita e me sentir bem em meu corpo.

Fui recebida pela Renata, a simpática proprietária da loja, que faz parte da rede Depyl Action. Há outras unidades em BH, mas visitei apenas esta.

Renata me explicou que a franquia entende a depilação como um ato de cuidado pessoal. E que os serviços oferecidos se distinguem pela qualidade do material utilizado, pelo profissionalismo e pela discrição. Aproveitei a conversa para esclarecer a respeito de acessibilidade na arquitetura, no mobiliário e nas atitudes e também falamos sobre inclusão. Foi um papo muito útil para nós duas.

A loja oferece design de sobrancelha e depilação facial com linha; fotodepilação do corpo e depilação com cera morna. A própria franquia fabrica a cera utilizada.

Para experimentar, fiz o design de sobrancelhas e a depilação do buço com linha, e ainda pintei as sobrancelhas (foi minha primeira vez!).

Quem me atendeu foi a Lohana. Eu já tinha experimentado depilar buço com linha em outro lugar e não tinha suportado a dor. Como ela me informou que tinha a mão muito leve e que as clientes não reclamavam, resolvi testar (eu sou mesmo louca). E não é que a moça tem razão? Não doeu. Fiquei bege. O serviço ficou muito bom e realmente gostei da moça.

A Amélia trabalha na recepção e foi bastante gentil e disposta a auxiliar no que fosse possível.

 

Mais uma foto da Lohana cuidando das sobrancelhas. Aproveite para observar como é a cadeira

 

Acessibilidade na loja

 

A unidade Santo Antônio da Depyl Action disponibiliza os seguintes itens de acessibilidade:

  • Entrada sem desnível e porta com mais de 80cm de largura
  • A sala de espera é pequena, mas as cadeiras não são fixas. Podem ser retiradas para proporcionar bem-estar ao cadeirante
  • O balcão está um pouco mais alto do que o recomendado pela norma, mas isso não impediu de conversar com a recepcionista, que fica assentada na mesma altura que eu. E dá para utilizá-lo caso precise escrever algo.
  • A maquineta de cartão é sem fio
  • Tem banheiro adaptado: porta com 80cm de largura; espaço amplo; pia rebaixada. O vaso sanitário tem abertura frontal, mas já comuniquei à Renata que ele oferece riscos para cadeirantes. Saiba aqui por quê.
  • A cadeira onde são realizados os procedimentos de design de sobrancelhas pode oferecer alguma dificuldade de transferência. Isso porque o braço não é removível. Porém, caso precise, poderá contar com a ajuda das sete meninas que trabalham lá. 😉
  • O corredor tem 80cm de largura
  • A cabine destinada aos cadeirantes é a maior entre as disponíveis. Ela tem uma porta de correr com mais de 80cm de largura. O desafio com o qual deparamos neste espaço se deve ao fato de a maca não ter regulagem de altura. Então, enquanto a franquia não providencia uma adequada, precisaremos contar com a ajuda das meninas ou levar um acompanhante.
  • Como o local onde a loja se localiza é bastante movimentado, pode não ser fácil estacionar por perto. Na avenida não é permitido. Mas existe um estacionamento pago em frente, e há rebaixamentos de calçada no trajeto. Preferi ir de Uber, já que não é longe da minha casa.

 

À esquerda, a sala de espera. À direita, a porta do banheiro.

 

 

Vale a pena visitar?

 

Como a própria Renata percebeu a partir das minhas explicações, o local tem limites para atender o cadeirante com acessibilidade plena. Porém, a loja tem disponibilidade para ajustar o que for necessário quando aparecermos por lá.

Para te animar a conhecer os serviços e verificar se a acessibilidade disponível te atende, a Renata vai oferecer 10% de desconto no primeiro atendimento a quem mostrar este post, ok? Basta abrir no seu celular. Quem não for cadeirante também terá direito. O Cadeira Voadora é inclusivo… hehehe

No meu caso, terei como frequentar. Gostei dos serviços e consigo fazer a transferência para a cadeira sozinha; na maca, elas irão me ajudar. Caso você vá, me dê notícias, tá?

Espero sinceramente que a loja seja um estímulo para os concorrentes implementarem a acessibilidade em suas instalações. E torço para que a Renata consiga deixar o espaço cada vez mais acessível para nós!

 

Nota: Se você tem uma loja que ofereça acessibilidade para cadeirantes, me ligue que vou visitá-la! Será um prazer.

 

 

Para saber mais:

 

Depyl Action Santo Antônio | Belo Horizonte

 

Compartilhe

3 Comments

  1. Muito massa, vou fazer uma visitinha e depois conto como foi minha experiência.

  2. Super bacana o texto, locais que investem e respeitam as pessoas devem ser sempre compartilhados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *