Educação especial: pois é, pra quê?

Educação especial ou educação inclusiva? Afinal, em que tipo de escola queremos colocar nossos filhos com deficiência?

Literatura | Resenha

Por Geni*

 

Esta é a simpática capa do livro Júlia e seus amigos.

Esta é a simpática capa do livro Júlia e seus amigos.

Júlia e seus amigos é daqueles livros que deveriam constar na lista das famílias e das escolas da primeira etapa da educação fundamental. Ele é fundamental para que nós, pais de crianças com deficiência, possamos dar um passo além dos nossos preconceitos e ir em direção a uma sociedade plural e solidária.

Júlia é uma menina que, entre outras coisas, depois de um acidente, usa cadeira de rodas para se locomover. Nas primeiras páginas do livro, lemos que ela estuda em uma escola especial. Lá tem amigos e uma rotina estabelecida. Por motivos de mudança da família, Júlia muda de escola; vai para uma escola regular. Ela tem desafios neste novo espaço; seus colegas de sala e sua professora, também. Inicialmente, todos se sentem desconfortáveis na nova situação, e é nesse desconforto que nasce uma educação inclusiva e o reconhecimento de uma sociedade plural e solidária. Com o passar do tempo, a menina faz amigos na nova escola. Eles, como é demonstrado na discussão sobre as habilidades, também são diferentes, e é nessa diferença que se encontram, conflitam, trocam e aprendem.

Temos discutido muito sobre a escola na qual queremos colocar nossos filhos com deficiência. Avançamos bastante no direito à escola regular, mas ainda falta que nós pais sejamos capazes de incorporar a ideia de que nossos filhos não são especiais, não são anjos, etc., mas que precisam de cuidados especializados. Isso não significa uma escola especial, separada, segregada… Isso significa uma escola para todos.

 

Júlia e seus amigos

Autora: Lia Crespo

Editora: Nova Alexandria

 

Para saber mais:

O papel dos pais de crianças com deficiência: um palpite

 

Pensar* Geni é colunista da Cadeira Voadora e tem um filho com deficiência.

Ela escolheu esse pseudônimo por causa da personagem da canção de Chico Buarque, de que gosta muito.

 

 

 

 

Compartilhe

4 Comments

  1. Que legal! Fiquei muito contente em ler essa resenha do meu livro “Júlia e seus amigos”! Obrigada!

  2. A turma da minha filha, no Notre Dame de Ipanema, está fazendo um projetando LINDO com o livro! Estou apaixonada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *