Hotel Ibis Copacabana Posto 5 – acessibilidade

O Ibis Copacabana Posto 5 é um bom hotel acessível para cadeirantes no Rio de Janeiro. Saiba mais lendo o post!

 

O Ibis Copacabana Posto 5 tem uma excelente localização | MA (Fotos de Marta Alencar estão marcadas com MA, e fotos de Laura Martins, com LM)

O Ibis Copacabana Posto 5 tem uma excelente localização | MA
(Fotos de Marta Alencar estão marcadas com MA, e fotos de Laura Martins, com LM)

 

Por Laura Martins

Atualizado em 30/9/2016

 

Ao decidir que iria para o Rio durante as Paralimpíadas, logo iniciei a busca por um hotel que tivesse boa localização: perto de estação de metrô e da praia, em local com comércio variado e razoavelmente próximo às regiões que receberiam competições. Não poderia ser um hotel caro; Marta Alencar me acompanharia nessa viagem, e nosso orçamento estava limitado. Mas também não poderia ser um hotel com acessibilidade que deixasse a desejar. O Ibis Posto 5 se saiu muito bem na pesquisa, e não nos arrependemos de tê-lo escolhido. Veja por que neste post!*

 

Jeitão descolado

 

Durante a hospedagem, fiquei sabendo que o hotel havia sido inaugurado há apenas um ano. Isso explica suas instalações novas, bem-planejadas e bem-cuidadas. Na verdade, ele parece um hostel, pois a característica mais importante desse tipo de estabelecimento é ser planejado para que as pessoas se encontrem nos lugares comuns. Neste hotel, o lobby, o bar, a sala de estar e as mesas de jogos cumprem esse papel. O ambiente é moderno e descolado, colorido e jovial.

 

Estou no lobby do Ibis, um local moderno, colorido e agradável

Estou no lobby do Ibis, com seu ambiente moderno, colorido e agradável (MA).  Para outras fotos, acesse o site do hotel.

 

Apesar disso, não abre mão da segurança. Para usar o elevador, o hóspede tem que encostar a chave (cartão magnético) no sensor antes de pressionar o número do andar onde está hospedado.

A equipe se mostrou bem-preparada e bastante interessada em resolver qualquer que fosse a dificuldade. A cortina do banheiro se soltou, e Marta a recolocou para mim da forma como foi possível; saímos, uma vez que o horário já estava apertado. Quando retornei ao quarto, estava tudo resolvido. A própria camareira acionou o funcionário responsável pela manutenção.

O restaurante me pareceu particularmente bom. Há vários tipos de mesa, para todos os gostos; algumas são coletivas, compridas, com tamboretes que podem sem afastados para o posicionamento perfeito da cadeira de rodas. Bingo! O buffet de café da manhã, bastante variado, está em altura adequada para os cadeirantes, assim como a máquina de café, que eu pude utilizar sem nenhum auxílio e com facilidade. Há lanches adequados para quem tem intolerância a lactose.

 

Como se pode notar, foi fácil para mim utilizar a máquina de café | MA

Como se pode notar, foi fácil para mim utilizar a máquina de café (MA)

 

Adorei as mesas mais compridas, coletivas. A cadeira pode ser facilmente encaixada.

Adorei as mesas mais compridas, coletivas. A cadeira  de rodas pode ser facilmente encaixada. (MA)

 

 

Acessibilidade no quarto

 

Abrir a porta do quarto não poderia ser mais fácil. Basta encostar o cartão magnético no sensor sobre a maçaneta. | LM

Abrir a porta do quarto não poderia ser mais fácil. Basta encostar o cartão magnético no sensor sobre a maçaneta. (LM)

O elevador é moderno: como eu disse, basta encostar a chave no sensor. Da mesma forma se abre a porta do quarto.

O quarto adaptado fica próximo ao elevador; a porta se abre para fora. Há uma barra do lado interno, para facilitar a utilização. A porta do banheiro é de correr e se abre com facilidade…

O quarto tem bom tamanho: consegui me locomover com a cadeira confortavelmente. Os cabides e o cofre estão em altura que permitem sua utilização com facilidade.

O banheiro é muito grande e tem saboneteira sobre a pia e na área de banho. Só há toalhas de banho, e não de rosto, mas a camareira me disponibilizou quantas precisei.

A área para banho é bem pequena, o que achei bom, porque facilitou a transferência para a banqueta, que é grande, basculante e fixada na parede. Como a área é pequena, a saboneteira fica ao alcance das mãos, em frente à banqueta. A ducha tem torneira monocomando. Há também cortina, o que evitou o alagamento da área.

Como nos outros hotéis da rede Ibis, há cofre, secador de cabelos, espelho de corpo inteiro. Como este hotel é bastante novo, ele foi planejado para ser adequado ao cadeirante. No conjunto, é o melhor da rede Ibis em que já fiquei, sem nenhuma dúvida.

O único inconveniente nos hotéis da rede, em meu modo de ver, é que, no quarto adaptado, as camas são sempre de casal; não há possibilidade de substituir por duas camas de solteiro, possivelmente porque isso reduziria o espaço de giro da cadeira de rodas. O fato é que, compreensivelmente, há pessoas que não se sentem à vontade para dormir na mesma cama que seu acompanhante, mesmo porque não é em todos os estabelecimentos que ela é king size… Esse tipo de situação tem ficado comum em hotéis do Brasil e do exterior, mas não é a ideal.

Ah! O hotel oferece 6 quartos para cadeirantes.

 

 

Barra facilita a utilização da porta

Barras facilitam a abertura das portas (LM)

 

Observe a barra do lado interno da porta de entrada. Á direita, o espelho de corpo inteiro.

Observe a barra do lado interno da porta de entrada. Á direita, o espelho de corpo inteiro (LM)

 

A área para banho é pequena, mas o espaço é suficiente | LM

A área para banho é pequena, mas o espaço é suficiente. Observe que a água tem um bom escoamento, porque a grelha atinge todo o comprimento (LM)

 

Cabides, cofre e frigobar são facilmente alcançáveis pelo cadeirante | LM

Cabides, cofre e frigobar são facilmente alcançáveis pelo cadeirante (LM)

 

Bom espaço na lateral da cama para manobras | LM

Bom espaço na lateral da cama para manobras e para acessar a janela. No display sobre a bancada, uma simpática mensagem de boas-vindas no meu nome… (LM)

 

 

Acessibilidade no entorno

 

Além dos itens que já mencionei, o Ibis Posto 5 não tem nenhum degrau nem desnível na entrada. A calçada do hotel, em mosaico português (como é usual em Copacabana) está em condições razoáveis, mas na região ela está quebrada em alguns dos quarteirões vizinhos. Embora torne desconfortável a circulação com a cadeira, não chega a impedi-la. Há rebaixamentos de calçada em praticamente todas as esquinas das proximidades.

A duas quadras, fica a entrada acessível da estação de metrô Cantagalo, com elevador. E a três quadras, a orla de Copacabana, charmosa como ela só. A no máximo duas quadras do hotel, você encontra de tudo: restaurantes, botecos, farmácia, padaria, supermercado, lojas de souvenir, de roupas e de calçados e até um cinema de rua. Se desejar ir tocando a cadeira sozinho, é possível, porque a região tem baixa declividade.

É muito rápido alcançar a praia e, nos meses de férias, ter acesso ao programa Praia para Todos e a banho de mar assistido. Bem perto, está a estátua de Drummond, que rende belas fotos. E mais algumas rodadas te levam, de quiosque em quiosque, de caipirinha em caipirinha, ao Forte de Copacabana, onde está uma das unidades da Confeitaria Colombo e de onde se descortina uma belíssima vista.

 

É muito fácil rodar do hotel até o calçadão de Copacabana. Dá até pra ir sozinho! (MA)

É muito fácil rodar do hotel até o calçadão de Copacabana. Dá até pra ir sozinho! (MA)

 

No meu post sobre Copacabana, indicarei pelo menos um estabelecimento de cada uma dessas categorias, todos registrados em um mapa que fiz para você, com todas as indicações explicadinhas.

Para concluir: faça a reserva e prepare-se para ter uma excelente estadia na Cidade Maravilhosa!

 

*Após termos nos decidido pelo Ibis Posto 5, surgiu uma oportunidade de parceria com a rede de hotéis Accor. As diárias deste hotel foram uma cortesia, que disponibilizou quartos individuais para mim e para Marta. Este post, e o texto sobre Copacabana, são fruto desta feliz parceria.

Marta Alencar também é parceira deste blog. Ela é psicóloga, criadora da Tina Descolada e fotógrafa.

 

Compartilhe

6 Comments

  1. Muito bom meninas, se eu soubesse que estavam aí teria parado pra dar um oi, passei por ai dia 16, como tenho irmãos em duque de caxias fiquei por lá, mas próxima vez já sei onde ficarei para testar, farei alguns posts dos lugares que visitei, realmente é fantástico o que fizeram com a cidade maravilhosa, parabéns pelo post, coloquei em nossa página!!

  2. Querida Laura agradeço a sua boa e divertida companhia e também a confiança para parceria no seu blog. Tenho aprendido muito sobre o que realmente é acessibildade.
    Agradeço também a cortesia/parceria da rede Accor ao Cadeira Voadora, onde pude desfrutar como companhia da Laura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *