Cadeira Voadora no Chile: Valparaíso e Viña del Mar

 

Uma ao lado da outra, e uma tão diferente da outra. Quem vai ao Chile não deve deixar de conhecer Valparaíso e Viña del Mar. Veja por quê!

 

Estou em frente ao Museo Rioja, em Viña del Mar, mas a entrada -- para todos mundo, e não só para cadeirantes -- é na lateral. (Todas as fotos pertencem ao meu acervo e foram tiradas por Ulysses Martins, Cláudio Corrêa ou por mim)

Estou em frente ao Museo Rioja, em Viña del Mar. A entrada — para todo mundo, e não só para cadeirantes — fica na lateral. (Todas as fotos pertencem ao meu acervo e foram tiradas por Ulysses Martins, Cláudio Corrêa ou por mim)

 

♥ Para ler os outros posts da série #CadeiraVoadoraNoChile, basta clicar nos links que estão abaixo, no Para saber mais!

 

Valparaíso e Viña del Mar de fato encantam, cada qual por motivos diferentes. Infelizmente, não são cidades muito amigáveis com cadeirantes, especialmente a primeira delas, por causa da topografia, que lembra as ladeiras das cidades históricas mineiras.

Como você já deve ter lido no primeiro post da série #CadeiraVoadoraNoChile, entramos em contato com uma agência e contratamos um motorista para nos levar a essas cidades. Por que não usamos metrô? Consideramos que iríamos aproveitar muito mais se fôssemos com alguém que conhecia bem as duas cidades. Além disso, minha mãe estava conosco, e ela tem dificuldades de locomoção próprias da idade. No fim das contas, a escolha se revelou acertada, porque economizamos nossa energia para ver as coisas bonitas!

Viña fica a 105km de Santiago; Valparaíso, a 144km. Para a viagem não ficar cansativa, fizemos uma parada na Vinícola Veramonte. Uma outra possibilidade é parar no outlet do vinho, logo após.

Escolhemos passar primeiro em Valparaíso. Eu, particularmente, estava muito curiosa para conhecer esta cidade histórica, que atrai artistas e encanta com seus grafites. Vamos?

 

Valparaíso

 

É uma cidade portuária, com um belo casario colonial declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Está repleta de morros que se debruçam sobre o Oceano Pacífico, com um tom de azul que considero dos mais bonitos.

Para subir os morros, há os elevadores, que não são acessíveis a cadeirantes. Se não tiver chegado à cidade de carro, você pode pegar um táxi ou Uber para atingir as regiões mais altas, o que é um programa obrigatório para conhecer as casinhas coloridas de zinco e ver o mar lá do alto. Uau, a vista é mil vezes linda!

Você vai amar esse passeio se gosta de conhecer cidades históricas e se curte grafites! O que a princípio vai lhe parecer um lugar desorganizado e feio, logo revelará construções coloridas e alegres e vistas surpreendentes.

Clique nas imagens para ampliar:

 

 

O que você não pode deixar de ver

 

Como estivemos de carro durante todo o tempo, não terei como lhe falar sobre a acessibilidade nas ruas. De qualquer modo, nos morros me parece impossível circular com qualquer equipamento como cadeira de rodas ou scooter, por causa da declividade, do calçamento e porque são estreitos. Só carro mesmo, a não ser na parte plana da cidade, onde há belos prédios históricos. Mas as calçadas são estreitas, e as ruas, movimentadas.

Em Valparaíso, fica La Sebastiana, uma das casas onde viveu Pablo Neruda. Se vale a pena visitar? Sim, se você é amante de literatura, para sentir de perto a energia do poeta. Não tem acessibilidade nenhuma, o que considero um descaso, porque não seria impossível fazer algumas adequações. Não vá se não tiver um acompanhante com braços fortes. Com alguma dificuldade, entrei na lojinha, circulei pela área externa e fui até o deque, com sua vista indescritível para o mar.

 

 

Outro passeio bacana que fizemos foi até o mirante do Paseo 21 de Mayo. Chegamos de carro, mas é possível ir de elevador ou ônibus. A vista é lindíssima, principalmente porque o dia estava claro, e o sol produzia suaves reflexos no mar azul.

Há uma feira de artesanato no local que é bem bacana, e é plano. Para o mirante, alguns degraus e piso de ripas estreitas e espaçadas. Tive que circular na diagonal, para que a rodinha dianteira da cadeira não caísse no vão entre as madeiras. Mas, caso você não consiga subir, pode admirar a vista a partir da feira de artesanato!

 

A vista é especial, mas as escadas não ajudam. Subi com a ajuda do Cláudio...

A vista no mirante 21 de Mayo é especial, mas tem alguns degraus. Subi com a ajuda do Cláudio…

 

Vista do mirante

Vista do mirante

 

 

Para saber mais:

Valparaíso no blog Viaje na Viagem | Valparaíso no site Viagem e Turismo  | Site oficial de Valparaíso 

 

 

Viña del Mar

 

A vizinha de Valparaíso é sua prima arrumadinha, organizada, florida e limpa. É um dos mais importantes balneários do Chile, mas as águas são geladas. As vistas, porém, são lindíssimas!

Também circulamos de carro. Optamos por parar para tirar fotos na praia de Reñaca, se não estou enganada. Almoçamos com vista para o mar, num restaurante totalmente inacessível, isso graças ao nosso motorista, que faz milagres… Provamos o famoso caranguejo chamado centolla (mas não compramos um inteiro, que é imenso e caro; provamos um prato em que ele era o ingrediente principal).

Paramos também no Museu de Artes Decorativas Palácio Rioja, que me encantou (Ulysses e mãe ficaram dormindo na van, enquanto eu e Cláudio percorríamos cada palmo do local). É uma construção em estilo neoclássico francês que abriga uma coleção de mobiliário do início do séc. 19, totalmente acessível para cadeirantes, incluindo a entrada, o acesso ao segundo piso, o banheiro e os jardins. Entrada gratuita.

Clique nas imagens para ampliar!

 

Viña del Mar

 

 

Museo Rioja

 

 

 

Para saber mais:

Viña del Mar na Viagem e Turismo  | Site oficial de Viña del Mar  | Museo Palacio Rioja 

 

 

Impressões finais

 

O mundo é muito grande, o tempo é limitado e a grana também. Mas eu gostaria de ter passado mais dias nestas duas cidades… Então, se o seu gosto for parecido com o meu, não caia neste conto do vigário de que um bate-volta é suficiente. Se puder ficar um pouco mais, não hesite!

E uma nota final: não vá nos fins de semana se você prefere sossego, porque as duas cidades ficam lotadas! 😉

Até a próxima!

 

Janela no Museo Rioja. Quis finalizar o post com esta bela foto que tirei no palácio, para mostrar que um simples passeio pode abrir muito a percepção. Assim sempre acontece comigo!

Janela no Museo Rioja. Quis finalizar o post com esta bela foto que tirei no palácio, para mostrar que um simples passeio pode abrir muito a percepção. Assim sempre acontece comigo!

 

 

Para saber mais:

 

Série #CadeiraVoadoraNoChile

 

Mobilidade em Santiago, feriados irrenunciables e agência contratada para passeios

Valparaíso e Viña del Mar

Vinícolas: Concha y Toro, Santa Rita e Veramonte

Hotel acessível em Santiago

Viagem aérea (Latam) e aeroporto de Santiago

 

Chile em outros sites e blogs

Nota: quando indico blogs ou sites, isso não significa que eu concorde com todas as percepções dos autores, principalmente nos que oferecem informações sobre acessibilidade. Mas mesmo assim indico, porque oferecem informações detalhadas e importantes. Sobretudo, preste atenção nas datas de cada post e se foram atualizados, porque tudo muda o tempo todo!

 

Nós no Chile

Dúvidas frequentes sobre viagem para o Chile

Santiago no blog Viaje na Viagem

Santiago para cadeirantes no blog Mão na Roda 

Chile para cadeirantes no blog Casadaptada

Santiago para cadeirantes no BHLegal

Como é Santiago para deficientes

Metrô de Santiago – acessibilidade

Un recorrido por Santiago: rutas y accesibilidad universal

 

Compartilhe

2 Comments

  1. Estou adorando seus posts e dicas sobre o Chile Laura, daqui a quinze dias estarei embarcando para lá! Tinha tirado este passeio da programação mas inclui de novo depois deste post. Abraços!

    • Fico muito feliz por saber, Alessandro! Vc não vai se arrepender.
      E agora já está nevando na cordilheira, então vc poderá até mesmo tentar esquiar.
      Se necessitar de qualquer informação adicional, estou à disposição.
      Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *