Como uma alimentação adequada pode tornar sua viagem melhor

 

Já parou para pensar em como sua viagem pode ficar mais prazerosa e confortável se você cuidar da alimentação? Pois é sobre isso que vamos falar hoje!

 

É importante não descuidar da alimentação durante as viagens, pois isso pode resultar em mais energia e ânimo para aproveitar os passeios! (Todas as imagens foram retiradas do Google)

É importante não descuidar da alimentação durante as viagens, para que você tenha mais energia e ânimo para aproveitar os passeios! (Todas as imagens foram retiradas do Google)

 

 

Qualquer pessoa minimamente informada sabe como os cuidados com a alimentação podem resultar em qualidade de vida.

Uma boa alimentação é sinônimo de mais energia para enfrentar um dia de trabalho ou menos chances de ter problemas como taxa de colesterol alta. Mas não só. Inclua entre os benefícios: músculos mais fortalecidos, intestino que funciona melhor, prevenção de osteoporose e até mesmo de infecções.

Mas… e numa viagem?

Vou contar uma história pra vocês: algumas viagens que fiz poderiam ter sido muito mais proveitosas se, na época, eu tivesse mais consciência do assunto. Ficava longas horas sem me alimentar ou sem tomar água e depois não sabia por que me faltava energia ou estava sonolenta e irritada.

Há alguns anos, decidi que os cuidados comigo mesma passariam a incluir uma reaprendizagem alimentar. Foi então que comecei uma série de consultas com a Ana Paula, nutricionista competente e amiga querida, e fiz mudanças importantes na alimentação, inclusive durante as viagens.

Por tudo isso, tive a ideia de pedir à Ana Paula que respondesse algumas perguntas para auxiliar você, com deficiência física ou não, que gosta de bater asas, bater perna, bater rodas ou muletas. E ela topou! Vamos lá, então?

 

Bate-papo com a nutri | Ana Paula Pinto Ribeiro

 

1) É tão difícil manter uma alimentação de qualidade nos aeroportos e durante o voo… Nos voos internacionais, não podemos carregar lanche que não seja industrializado. O que poderíamos fazer para minimizar esse tipo de problema?

É importante levar barras de cereais e biscoitos integrais ou mix de castanhas [potinho contendo castanhas variadas]. Se os voos oferecerem refeição, menos mal.

 

Potinhos ou saquinhos com oleaginosos variados quebram o maior galho e são super saudáveis

Potinhos ou saquinhos com oleaginosos variados quebram o maior galho e são super saudáveis

 

2) Quando já estamos no local de destino, passeando e nos divertindo, dificilmente nos lembramos da alimentação, a não ser quando estamos com muita fome. Nesse ponto, muita gente acaba comendo qualquer coisa, usando até a justificativa de que não quer “perder tempo”. Ficar longas horas sem se alimentar pode prejudicar o aproveitamento do passeio?

Longas horas sem se alimentar significa privar seu organismo de nutrientes e alterar toda a sua harmonia em relação ao metabolismo. A fome é o pior inimigo, pois não pensamos quando estamos com fome… Optamos por comer qualquer coisa; é sempre o mais fácil. Quando sair, tente organizar os lanches e mesmo pesquisar restaurantes com comidas apetitosas e saudáveis.

 

Faça o possível para não comer "qualquer coisa", principalmente evite alimentos muito gordurosos, para não dificultar sua digestão e não causar sonolência.

Faça o possível para não comer “qualquer coisa”. Principalmente, evite alimentos muito gordurosos, para não dificultar sua digestão e não causar sonolência.

 

3) Que tipo de nutriente não pode faltar de jeito nenhum na alimentação de quem está “batendo perna” (ou roda) o dia todo?

O carboidrato é uma fonte de energia que não pode faltar. Lembre que ele é o principal nutriente para o cérebro… Portanto, para se manter ativo, não se esqueça deles, dando preferência para os integrais. E, depois de bater perna, precisamos de proteína, para a recuperação.

 

A imagem mostra alguns alimentos que contêm carboidratos saudáveis

A imagem mostra alguns alimentos ricos em carboidratos

 

3) E quanto à hidratação?

É importante a hidratação ao longo do dia, principalmente em locais quentes. Lembre que, para se manter ativo, seu metabolismo precisa de água. Tente tomar pequenos goles por vez.

 

4) Por fim, precisamos falar dos alimentos gordurosos, das sobremesas e das bebidas alcoólicas. Qual seria uma boa medida, para não ter problemas?

Uma boa medida é não exagerar. Tente ter parcimônia, pensando em dividir: sobremesa no almoço e bebida no jantar… E será que precisa ser todos os dias? Se achar que sim, é mais importante ainda manter lanches saudáveis nos intervalos.

 

 

AnaAna Paula Pinto Ribeiro é nutricionista clínica funcional e exerce suas atividades em Belo Horizonte.

(31) 3291-2042

anapaulapribeiro@gmail.com

 

Para saber mais:

 

Portal Saúde do Viajante

10 dicas para cuidar da alimentação nas viagens

 

Que tal carregar com você uma garrafinha de água mineral ou um squeeze?

Que tal carregar com você uma garrafinha de água mineral ou um squeeze?

 

 

A imagem é do Ministério do Turismo. Consulte dicas práticas e informações essenciais que vão ajudar a proteger a sua saúde e tornar suas férias mais agradáveis e tranquilas no portal Saúde do Viajante: http://bit.ly/1hHQWWP

A imagem é do Ministério do Turismo. Consulte dicas práticas e informações essenciais que vão ajudar a proteger a sua saúde e tornar suas férias mais agradáveis e tranquilas no portal Saúde do Viajante.

 

 

 

Compartilhe

5 Comments

  1. Oi pessoal
    Esse site é mesmo surpreendente, queria dar os parabéns pelo trabalho de vocês.
    Sempre é bom obter novos conhecimentos, obrigado 😉

  2. Ótimo conteúdo.. Muito obrigado por ter compartilhado conosoco.

  3. Venho acompanhando seus artigos e adorei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *